domingo, 15 de abril de 2012

ELÉTRICO OU ELETRÔNICO?

ELÉTRICO OU ELETRÔNICO?
Carlos Henrique da Silva
crls_henriquedasilva@yahoo.com.br


 Vivemos cercados de aparelhos que utilizam eletricidade para funcionarem. Muitas vezes, vemos que algumas lojas fazem a distinção entre aparelhos elétricos e eletrônicos. Mas você sabe qual é a diferença entre esses aparelhos?
Para começar, temos de convir que todo aparelho que utiliza eletricidade é um aparelho elétrico. Assim, o fato de um aparelho ser denominado eletrônico não anula o fato de este ser também um aparelho elétrico. É até comum vermos em alguns lugares a expressão “eletroeletrônico”, o que me parece um pouco redundante. Mas vamos tentar entender de onde surge essa distinção.
Chamamos de aparelhos elétricos aqueles que desempenham funções “simples”, como aquecer (ferro de passar, chuveiro, torradeira), produzir movimento (ventiladores, batedeiras, liquidificadores), iluminar (lâmpadas). Neles, o princípio fundamental é a corrente elétrica que permite a realização de diversas tarefas. Por exemplo, nos aparelhos elétricos que servem para aquecer, é a passagem da corrente elétrica por um resistor que causa o aquecimento, um efeito conhecido como Efeito Joule, podendo haver também a emissão de luz (como é o caso das lâmpadas incandescentes). Nos aparelhos motores, a passagem da corrente elétrica por uma bobina gera um campo magnético que produz o movimento.
Nos aparelhos eletrônicos a corrente elétrica também é fundamental, mas não menos importantes são as propriedades dos átomos que constituem os materiais. Nessa categoria temos a grande lista de equipamentos de comunicação: televisões, computadores, telefones, relógios digitais, lâmpadas fluorescentes, leitores de CD/DVD, etc. Por exemplo, nas antigas televisões de tubo, um feixe de elétrons era enviado em direção à tela, que era feita de um material fluorescente, e portanto, formava a imagem. As televisões de LCD e de plasma trouxeram melhor resolução e economia de espaço, e seu funcionamento também está relacionado a propriedades microscópicas. Os telefones, aparelhos que recebem e emitem ondas eletromagnéticas, cuja geração também está relacionada com propriedades dos elétrons, são outro exemplo. Além de “falar”, hoje os telefones móveis (celulares) reúnem em si funções de televisão e computador, nos quais estão presentes os transistores, que funcionam como “válvulas” de informação codificada em impulsos elétricos.
Como vemos, as funções realizadas pelos aparelhos eletrônicos parecem mais complexas. O que podemos afirmar é que somos muito dependentes das tecnologias provenientes da eletricidade. Você consegue imaginar sua vida sem essas facilidades? Devemos muito a todos os pesquisadores que trabalharam e aos que ainda trabalham no aprimoramento dessas tecnologias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário